Mick Fanning
As quilhas do tricampeão
Por Edinho Leite em 29/06/17
Mick Fanning é o tipo de sujeito que trabalha os detalhes. Não é à toa que o modelo de quilha do tricampeão mundial faz sucesso.

Mick Fanning, que não muda quase nada em seus shapes (ou quilhas) há muito tempo, começou a desenvolver esse modelo com a FCS com base nas quilhas fixas que usava em suas pranchas. A FCS II MF é um modelo que realmente faz sucesso mundialmente, inclusive entre os Tops do Tour que, de vez em quando, usam e abusam delas em competição. Claro que as quilhas que levam a assinatura de um dos sujeitos mais rápidos do Tour oferecem muito drive (não são tão soltas) e velocidade.

1036x669
O surfe de Mick Fanning sempre teve duas característica básicas: velocidade e power. O modelo de quilha também tem muito a ver com isso. Foto: © WSL / Kirstin.

 

Funcionam em beachbreak? Sim, contanto que você tenha um certo power aplicado nas curvas e manobras de ondas não muito "chochas", lentas e gordas. Quanto mais longas as ondas, melhor, já que as características desse modelo de quilha foram desenvolvidas para point e reef breaks. Tem tudo a ver com a cara dela, que tem um outline alongado, base larga e uma boa inclinação para trás, o que projeta bem as curvas.

1056x591
A área, outline e outros detalhes desse modelo oferecem muita segurança, contanto que encaixem com seu surfe e ondas que você surfa. Foto: Divulgação.

 

A construção denominada pela FCS de Performance Core apresenta uma espécie de espuma de alta resistência, moldada, que dá a forma ao que podemos chamar de a alma da quilha, revestida de fibra. Ela apresenta a base menos flexível do que a ponta, conforme a quilha vai ficando mais estreita e fina. Segundo o próprio Fanning, isso ajuda bastante na geração de velocidade e naquela "soltadinha" desejável no fim de manobras mais fechadas.


Outro detalhe que ajuda na transição de uma borda para outra e facilita as manobras é o foil que, apesar de ser flat na parte de dentro das quilhas laterais, é levemente chanfrado (arredondado, sem quina) na frente da quilha, antes de seguir com a face plana até atrás.

1767x959
As características das quilhas não surgem do nada. Sempre há alguém por trás dos conceitos, teorias e, claro, muitos testes. Foto: Divulgação.

 

Mick venceu a etapa da WSL em J-Bay em 2016 e terá outra chance de mostrar como suas quilhas funcionam naquele tipo de onda. Ele usa quilhas grandes (large), mas você pode encontrar esse modelo também em tamanho M.

817x528
Esse é um dos modelos de quilhas mais visto por aí. Foto: Divulgação.
Veja também
Lift Foils

Lift Foils

Tapete mágico

TorFlex

TorFlex

O caminho da flexibilidade

FCS II FT

FCS II FT

Sensibilidade e controle

Powerlight Surfboards

Powerlight Surfboards

Segredos revelados

Guga Arruda

Guga Arruda

Rabeta larga e quad

JJF Ghost Board

JJF Ghost Board

Redefinindo conceitos

Olho no equipamento

Olho no equipamento

Prancha certa

Conexão Havaí

Conexão Havaí

Aprendizado no North Shore

Lucas Chumbinho

Lucas Chumbinho

Gunzeira no pé

Pranchas e reflexões

Pranchas e reflexões

Parece, mas não é

Power Light e Daniel Friedmann

Power Light e Daniel Friedmann

Parceria de peso

Italo Ferreira

Italo Ferreira

Prancha nota 10

Fish Fry Floripa 2017

Fish Fry Floripa 2017

Celebração do surfe

Johnny Cabianca

Johnny Cabianca

Rabeta, para que te quero

Irmãos Campbell

Irmãos Campbell

Evolução das pranchas