Olho no equipamento
Prancha certa
Por Edinho Leite em 19/05/17
Com que prancha eu vou? Tudo depende do humor - seu e do mar.

A consciência do que se quer de uma prancha aumenta com a experiência nas ondas. Fico feliz em ver, cada vez mais, uma variedade de pranchas como nunca se viu. De alaias a longboards progressivos, de Mini Simmons a Sci-fi's, passando por triquilhas, quads, fishes e, porque não, monoquilhas.

1001x615
Ao olhar para essas pranchas você imagina a eletricidade, velocidade e grau de ataque que vai rolar nas ondas. Tudo, menos calmo. Foto: Divulgação.

  

Sim, desde os anos 80 não via tantas monoquilhas desfilando pelas praias. Por outro lado, estamos vivendo uma época em que a experimentação ganhou a liberdade de expressão que o surfe sempre julgou ter e, na verdade, não tinha. Viva a liberdade de experimentar, testar e aprovar, ou não.

 

É bom lembrar que, para aprovar ou reprovar um certo tipo de prancha, há que se levar em conta o seu humor e o das ondas. Cada tipo de prancha demanda um estado de espírito para que ela funcione e ela vai funcionar muito melhor se for usada em ondas adequadas. Se você é um cara fiel a um tipo de estilo de surfe, beleza. Escolha seu tipo de prancha e seja feliz para sempre, mas não se esqueça que tocar harpa numa banda de punk rock pode ser um tanto complicado.

1215x715
Ok, não precisa exagerar, mas com um quiver assim não há desculpas para não se dar bem em quase todo tipo de mar. Foto: Divulgação.

  

Se você não é um cara chegado à fidelidade e gosta de variar de tipo de surfe, fica mais fácil dançar conforme a música. Um amigo meu é assim, ex-surfista profissional, gosta de manobras mais modernas, mas mudou-se para uma cidade onde as ondas são mais lentas, cheinhas e longas. Para ele foi fácil. Começou a surfar de longboard. Acredite, ele está bem feliz. Sem frustrações.

 

No fim das contas a prancha certa é aquela com a qual você mais se diverte diante do mar que estiver a sua disposição.

1000x667
Se você está no astral de surfar de monoquilha, ótimo. Só lembre que o mar também precisa ajudar você a traçar linhas calmas e longas. Foto: Divulgação.
Veja também
Tábua Santista

Tábua Santista

A primeira prancha brasileira

Gamma

Gamma

A nova prancha de Slater

Magnet Wax

Magnet Wax

Parafa magnética

Lift Foils

Lift Foils

Tapete mágico

TorFlex

TorFlex

O caminho da flexibilidade

Mick Fanning

Mick Fanning

As quilhas do tricampeão

FCS II FT

FCS II FT

Sensibilidade e controle

Powerlight Surfboards

Powerlight Surfboards

Segredos revelados

Guga Arruda

Guga Arruda

Rabeta larga e quad

JJF Ghost Board

JJF Ghost Board

Redefinindo conceitos

Conexão Havaí

Conexão Havaí

Aprendizado no North Shore

Lucas Chumbinho

Lucas Chumbinho

Gunzeira no pé

Pranchas e reflexões

Pranchas e reflexões

Parece, mas não é

Power Light e Daniel Friedmann

Power Light e Daniel Friedmann

Parceria de peso

Italo Ferreira

Italo Ferreira

Prancha nota 10