Pranchas e reflexões
Parece, mas não é
Por Edinho Leite em 20/04/17
Sabe aquele modelo de prancha irado que você fica babando em possuir? Pois é, nem sempre vai funcionar, mas Edinho Leite fala mais sobre os motivos.
479x633
O modelo Hypto Krypto, do Hayden Cox, é um exemplo de prancha campeã de vendas. Isso acaba gerando muitas outras com a mesma cara, mas não a mesma construção, design e, claro, performance. Foto: DaTela.

Normalmente projetamos certas pranchas que gostaríamos de ter, as ondas que sonhamos surfar. Nossa mente, sempre sonhadora e esperançosa, nos vê com a tal prancha em ondas que na verdade não temos, surfando como outro e não como nós mesmos.

 

Conhecer mais sobre os conceitos básicos de design e funcionamento de uma prancha pode ser a flanelinha que desembaça a tela de vidro que nossa mente cria entre o que gostaríamos de surfar e nossa realidade, nem sempre tão adequada àquele tipo de prancha que gostaríamos de possuir.

Há outro fator difícil de enxergar ou engolir. Todo surfista acredita que surfa melhor do que realmente surfa. É natural. Não há problema nisso, já que esse fator nos injeta mais felicidade nas veias.

 

O problema é adequar as expectativas que nossa imaginação cria com a prancha que realmente fará nosso surfe evoluir.


Outra faceta dessa história é o fato de que pedir uma prancha parecida com aquela que você viu não sei quem usando a alguém que nunca a pegou nas mãos ou a viu, nem de longe, normalmente não dá certo. Sim, há muitas pranchas que se parecem com "aquela da moda". Raramente isso resulta numa prancha que realmente funciona como "aquela", fora o fato de "aquela" talvez não funcionar para você no mar que você vai surfar.


Ou seja, não custa experimentar o modelo X da marca Y antes de adquirir uma, ou, no mínimo, conversar com alguém que entenda mais de pranchas do que você (sempre há alguém) para minimizar os erros que cometemos pelo caminho da escolha da prancha mágica. Prancha adequada é sinônimo de diversão e, no fim das contas, a ideia é exatamente essa: diversão.

1152x750
Uma biquilha round pin, de bico esquisito? Sim, Jarrad Mell sabe surfar com ela, em ondas interessantes. Isso não quer dizer que ela funcione para todo mundo no mundo todo. Foto: Reprodução.
Veja também
The Board Trader Show

The Board Trader Show

Faça sua prancha

Sob Medida

Sob Medida

Surfe fecha a conta

Jeffreys Bay

Jeffreys Bay

Sessão retrô em J-Bay

Dávio Figueiredo

Dávio Figueiredo

Test drive no Cepilho

Tandem

Tandem

Prancha pioneira no Brasil

Tábua Santista

Tábua Santista

A primeira prancha brasileira

Gamma

Gamma

A nova prancha de Slater

Magnet Wax

Magnet Wax

Parafa magnética

Lift Foils

Lift Foils

Tapete mágico

TorFlex

TorFlex

O caminho da flexibilidade

Mick Fanning

Mick Fanning

As quilhas do tricampeão

FCS II FT

FCS II FT

Sensibilidade e controle

Powerlight Surfboards

Powerlight Surfboards

Segredos revelados

Guga Arruda

Guga Arruda

Rabeta larga e quad

JJF Ghost Board

JJF Ghost Board

Redefinindo conceitos

Olho no equipamento

Olho no equipamento

Prancha certa