Fu Wax
Parafina invade J-Bay
Por Edinho Leite em 29/11/17
Fu Wax, parafina original do Brasil, chega ao mercado sul-africano.
1200x801
Filipe Toledo e Julian Wilson em J-Bay: É bom confiar na parafina quando você encara um mar desses. Foto: WSL / Steve Sherman.

 

Quem diria que um dia teríamos uma relevância tão grande no surfe internacional? Bom, eu diria, mas sabia que levaria tempo. O tempo chegou. Hoje somos muito visíveis no cenário internacional, primeiro por nossos surfistas e, espero que cada vez mais, por nossos produtos.

Uma das parafinas mais populares do mundo, não por acaso, chegará às praias sul-africanas em breve. A brasileira Fu Wax vem ganhando cada vez mais espaço lá fora pelas mãos do Brazilian Storm e outros adeptos dessa parafa no Tour.

935x456
Fuad Mansur, assim como seus irmãos, mantém o “estilo surfe” nas ondas, na vida e na empresa. Foto: Arquivo pessoal.

 

Mas essa história não começou ontem. Os irmãos Mansur, Fuad, Wady e Elias (Tuca veio mais tarde) viviam por aqui o descontraído sonho californiano quando iniciaram a Mansurf, em 1966.

 

A marca ajudaria o nascimento da Fu Wax no Brasil. Na real, para esses caras, o sonho continua, assim como a parafina que, a bem da verdade, foi sendo desenvolvida a partir de uma fórmula básica comprada por eles.

912x853
Boa parte da comunidade do surfe, incluindo figuras como Shane Dorian, faz questão de divulgar a brasileira Fu Wax. Foto: Divulgação.

 

Após a primeira parafa produzida para venda ainda com outro nome, em 1972, o Fuad gastou muito tempo e dinheiro para melhorar o produto. Em 1987, num lance de “alquimia”, Fuad descobriu o que buscava há tempos. Por conta de um erro no ponto de fusão de um dos componentes ele encontrou a fórmula perfeita para a água fria. Em 1992 a parafa ganhou o rótulo com o Fu Wax estampado.

Testada e aprovada nas águas geladas da Patagônia a produção estava a caminho. Demorou um pouco, até por conta do estilo orgânico de ser dos Mansur, mas, ao longo dos anos, a Fu Wax ganhou impulso no boca a boca, e muitos, incluindo surfistas profissionais do CT, passaram a considerar essa parafina como sua predileta.

689x460
O produto pode parecer simples e básico, mas parafina é algo tão relevante quanto pranchas. Foto: Divulgação.

 

“A marca vem sendo exportada desde 2012. Hoje estamos no Japão, Austrália, EUA, Israel, Chile, Peru, com algumas remessas esporádicas para alguns outros países da América do Sul e Europa”, explica Tuca. “Exportamos uns 40% de nossa produção anual”, completa Guilherme Mansur, filho do Fuad, envolvido nos negócios da família.

Agora a Fu Wax estará também em lojas selecionadas da África do Sul, mostrando que os produtos nacionais podem e devem ganhar mercado por sua qualidade. É bom constatar que, hoje, boa parte do mundo consome parafina “gringa”, feita no Brasil.

Veja também
Alaias

Alaias

Remada na raça

Millennium Foam

Millennium Foam

Pranchões fortalecidos

Dicas básicas

Dicas básicas

Quiver nosso de cada dia

Thule Store

Thule Store

Garrett prestigia abertura

Millennium Foam

Millennium Foam

Shaper aprova os blocos

Tri ou quadri?

Tri ou quadri?

O enigma das quilhas

Biquilhas Fish

Biquilhas Fish

Modelos em alta

John Carper

John Carper

Shaper visita o Brasil

Stinger

Stinger

A volta da rainha

Hurley Printing Press

Hurley Printing Press

Novidade bomba na feira

Millennium Foam

Millennium Foam

Edgo representa no Rio

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Evento consolidado

Chemistry Surfboards

Chemistry Surfboards

Feira dá retorno

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Palavras do bicampeão

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Rodrigo Silva premiado