Feitos para salvar
Coletes Nob oferecem segurança
Por Mauricio Dreyfuss em 27/09/16
Nob Multisports desenvolve coletes salva-vidas para qualquer situação no oceano.
1000x679
Alemão de Maresias participa do desenvolvimento desde o começo da Nob. Foto: Reprodução.

 

Clique aqui para comprar seu ingresso

 

Especialista no desenvolvimento de coletes de flutuação, a Nob Multisports sempre baseou o desenvolvimento de seus produtos em muita pesquisa e aprimoramento constante, alimentado por informações de atletas de ponta como Robert Scheidt da vela, Marcelo Giardi "Marreco" do wakeboard, Alemão de Maresias e Felipe "Gordo" Cesarano do surfe. Com o aumento da busca por ondas grandes, a procura por coletes de flutuação para o surfe vem ganhando força na fábrica. Conversamos com o fundador da marca Marcio Nóbrega. 

 

Como começou a historia de desenvolver coletes?

 

Começou há cerca de 15 anos, atrás na garagem da minha casa, com três costureiras, um só cliente e muita determinação. O cliente era uma rede de lojas da área náutica de São Paulo e começamos desenvolvendo uma pequena linha para eles, porém ainda sem a marca Nob.

 

O primeiro colete com a marca Nob foi um colete para o kitesurf, que era novidade na época, Muitas coisas estavam nascendo para este mercado e quem me ajudou, dando dicas e testando o colete, foi o velejador de windsurf e kitesurf Adrian Caradec. Desde o início eu sempre me baseei muito fortemente no que os atletas de ponta tinham pra dar de feedback.

 

Meu primeiro cliente, esta rede de lojas, já fornecia para o velejador olímpico Robert Scheidt e eu tive a chance de ouvir os feedbacks dele também. Eu fazia o colete personalizado para algumas lojas e aos poucos também fui colocando a minha marca no mercado. Até hoje fazemos produtos com as marcas de nossos clientes, além de ter a nossa linha própria. 

 

1500x1000
Felipe "Gordo" Cesarano ajudou a criar outro modelo de colete Coletes salva-vidas NOB. Foto: Reprodução.

 

E os coletes para o surfe, como surgiram?

 

Eu estava inserido no mercado náutico e comecei a fazer contatos com pessoas do wakeboard. Conheci os profissionais Marito e o Marreco, que é atleta apoiado nosso até hoje, e comecei a fazer coletes para este esporte. A história com o surfe começou um pouco depois, com o Alemão de Maresias.

 

O Alemão sempre foi muito meu amigo, desde os quinze anos de idade, na verdade foi um dos primeiros a trabalhar comigo lá no começo da Nob. Quando começou a engrenar seu trabalho como surfista profissional ele me pediu um colete pra pegar onda de tow-in e começamos a desenvolver. Foram feitas várias versões até chegar no modelo ideal. Depois de lançado o Alemão deu um para o Garrett McNamara, que gostou muito. Ele acabou usando naquela onda em Nazaré que entrou para o livro de recordes Guiness como a maior onda surfada na história até aquele momento, depois ainda virou filme, o Nazaré Calling.

 

Foi muito legal pra nós, começaram a rolar pedidos de coletes para vários big riders. Diferente de um colete inflável, o Nob Tow-in não depende do funcionamento de algum mecanismo, ele leva o surfista à tona sem depender de nada. Um pouco depois disso começou a rolar a história de pegar ondas grandes na remada e o Alemão partiu de um colete de wake para sugerir alterações até chegarmos no modelo que temos hoje para remada, o Big Surf.

 

Nessa ocasião quem ajudou nos testes também foi o Felipe Cesarano, apresentado por um amigo em comum. Ele se interessou muito pelo colete, começou a usar e sugerir algumas alterações e chegarmos ao modelo atual. Hoje vários big riders usam os dois modelos, esses que citei, a familia Pacelli, Diego Silva, a Maya Gabeira e o Carlos Burle já tiveram, personalizados com os patrocinadores deles, os surfistas da Atow-inj da Laje de Jaguaruna e alguns surfistas de Nazaré que nem são muito conhecidos aqui no Brasil também estão começando a usar. 

 

900x734
Samy Marins com um dos novos maiôs da linha feminina. Foto: Reprodução.

 

 

Qual é a diferença entre a Nob e outras marcas?


A Nob não é uma marca de surfe que resolveu fazer coletes. Somos especialistas em coletes e isso é uma grande diferença. Fazemos coletes para vários esportes e em cada um deles o colete foi desenvolvido especificamente para ele, diferentemente de outras marcas. Na vela por exemplo, na classe Laser, se você pegar um campeonato mundial vai ver que mais da metade usa colete da Nob, atletas de mais de 30 países usam nossos coletes.

 

Nós começamos a fazer sucesso primeiro lá fora pra depois os brasileiros começarem a conhecer e dar valor, acreditamos que com os coletes de surfe isso pode acontecer também. 

 

O que a Nob vai levar para a The Board Trader Show? 

 

Vamos levar nossos dois modelos de coletes para surfe de ondas grandes, o Tow-in e o Big Surf (para remada), nossos coletes de kitesurf e estaremos lançando uma linha feminina de maiôs de neoprene e lycra.

 

Nós temos uma estilista que desenvolveu esta linha usando um princípio 3D, uma técnica utilizada em alta costura que utiliza as formas do corpo no desenvolvimento dos moldes. O resultado é um produto que se ajusta muito melhor no corpo feminino, desenvolvido para esportes na água. Acho que vai casar bem com o público da feira. O surfe feminino vem crescendo a olhos vistos. 

 

670x513
Modelo Big Surf, criado para salvar sem comprometer a remada. Foto: Reprodução.

 

Vocês já participaram de outros eventos de surfe?

 

No início das atividades da Nob nós ainda não desenvolvíamos produtos para surfe mas visitávamos com frequência a feira Surf & Beach Show, que era uma referência no mercado, para ficarmos antenados com a cultura do surfe.

 

Estamos muito empolgados com a The Board Trader Show. Acreditamos que cada vez mais pessoas vão começar a buscar as ondas grandes, tem cada vez mais gente viajando para surf trips.

 

Mesmo aqui no Brasil existem várias lajes que quebram altas ondas e pode ser até que existam mais a serem descobertas, além disso as ressacas de inverno proporcionam altas ondas em vários picos e os equipamentos vão fazer muita diferença nessa história. 

 

980x654
Alemão de Maresias garante sua segurança em situações extremas, como em Nazaré, Portugal. Foto: Reprodução.
Veja também
The Board Trader Show

The Board Trader Show

Millennium Foam traz novidades

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Foils na crescente

Novos foguetes

Novos foguetes

Chilli de volta ao Brasil

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Novo horário

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Promoção Pro

DHD Brasil

DHD Brasil

Dudu Motta no time

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Esculturas de Emerson Melo

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Aleko na área

The Board Trader Show

The Board Trader Show

O assunto é prancha

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Macarrão colore a feira

Arello Surfboards

Arello Surfboards

De volta ao shape

Filipe #77

Filipe #77

A prancha voadora

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Expans garante presença

Adriano Pigmeu

Adriano Pigmeu

Shaper mira a Europa

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Promoção encerrada

The Board Trader Show

The Board Trader Show

Raphael Tognini expõe imagens