NOTÍCIAS WAVESCHECK MENU
Meio Ambiente
Animais em risco
Por Redação Waves em 09/07/17
Lixo no mar mata mais de mil tartarugas no litoral norte de São Paulo, segundo dados do Instituto Argonauta.
623x415
Lixo no mar mata mais de mil tartarugas no litoral norte de São Paulo, segundo dados do Instituto Argonauta. Foto: © WSL / Cestari.

 

O Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha divulgou recentemente dados assustadores sobre a poluição no litoral norte de São Paulo.

Segundo a ONG, só em 2016, cerca de 1000 tartarugas foram encontradas mortas por ingestão de lixo. De acordo com o Instituto, só no primeiro semestre de 2017, cerca de 300 mortes já foram registradas.

400x267
Faça sua parte e proteja nossa maior riqueza, a natureza. Foto: Bruno Prado.

Dejetos - Atualmente, o plástico, que demora de 300 a 400 anos para se decompor, é o material mais encontrado nos oceanos. Esses dejetos confundem as tartatugas e já são considerados um dos principais causadores de mortes. 


Hoje, estima-se que 8 milhões de toneladas de plástico sejam despejados no mar em todo o planeta e, além dele, outros materiais também podem ser encontrados nos oceanos, colocando em risco a vida marinha.

Veja abaixo o período de decomposição de alguns objetos e, em sua próxima ida à praia, seja consciente, recolha o lixo e faça sua parte:


Papel: De 3 a 6 meses para se decompor;
Tecido: De 6 meses a 1 ano para se decompor;
Filtro de cigarro: Mais de 5 anos para se decompor;
Madeira pintada: Cerca de 13 anos para se decompor;
Fio de pesca (Nylon): Mais de 20 anos para se decompor;
Lata de refrigerante (Alumínio): Mais de 200 anos para se decompor;
Garrafa de plástico: Mais de 400 anos para se decompor;
Vidro: Demora mais de 1000 anos  para se decompor totalmente;
Borracha: a sua decomposição é de tempo indeterminado.

Sobre o Instituto Argonauta para a Conservação Costeira e Marinha - É uma organização não governamental sem fins lucrativos (ONG), fundada em julho de 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba e reconhecida em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). Criado com o objetivo de incentivar, promover, desenvolver e apoiar a cultura, educação, pesquisa e conservação ambiental.

 

Por meio do patrocínio do Aquário de Ubatuba e há dois anos, da Petrobras, o Instituto Argonauta criou e mantem o CETAS, centro que atua no resgate, reabilitação e reinserção da fauna aquática de toda a região.

Veja também
Mongaguá

Mongaguá

Tubarão preso em rede

Mushroom Rock

Mushroom Rock

Pico em alerta

Reserva Mundial do Surfe

Reserva Mundial do Surfe

Noosa entra na lista

Jalama Beach

Jalama Beach

Pico novo na Califórnia (EUA)

Lixo nos oceanos

Lixo nos oceanos

Especialistas buscam soluções

À la Fanning

À la Fanning

Britânico escapa de tubarão

Punta de Lobos

Punta de Lobos

Locais salvam o pico

Regência

Regência

Rio Doce entra na Justiça

Montão de Trigo

Montão de Trigo

Barco espalha o caos

Praia da Macumba

Praia da Macumba

Ressaca sem fim

Praia da Macumba

Praia da Macumba

Prefeitura avalia estragos

Garota de Ipanema

Garota de Ipanema

Mutirão limpa o Parque

Garrafas PET

Garrafas PET

IGM dá o exemplo

Dia Mundial de Limpeza

Dia Mundial de Limpeza

Guarita livre do lixo

Rip Curl Planet Day

Rip Curl Planet Day

Galera dá o exemplo

Ilha de lixo

Ilha de lixo

Protesto no Pacífico