Maresia Paulista Pro
Festa local
Por Fábio Maradei em 30/07/17
Weslley Dantas fatura a segunda etapa do Maresia Paulista Pro, em Ubatuba
Weslley Dantas, segunda etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional, Praia Grande, Ubatuba Foto: Munir El Hage.
Weslley Dantas, segunda etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional, Praia Grande, Ubatuba Foto: Munir El Hage.

Atual campeão mundial Junior, Weslley Dantas garantiu a sua primeira vitória no Maresia Paulista de Surf Profissional, neste domingo (30/7), na Praia Grande, em Ubatuba. Com grandes atuações desde a primeira apresentação no evento e a torcida especial do irmão e top do CT, Wiggolly Dantas, o surfista de 19 anos faturou R$ 8 mil, dos R$ 30 de premiação, e assumiu a liderança do Circuito, além de marcar importantes 3 mil pontos no ranking da Abrasp.

 

Além de Weslley, Geovani Ferreira, o Tchuca, segundo colocado, e Tales Araújo, terceiro, representaram Ubatuba na final, com o baiano de Itacaré, Yagê Araujo em quarto lugar. “Na primeira etapa, em Itamambuca, eu achava que ia ganhar. E vim confiante para esta etapa para dar tudo certo. Treino bastante aqui. É uma onda performance, boa para os aéreos e o meu surf se destacou”, comemorou o novo líder, que ao sair do mar, foi carregado nos ombros por Wiggolly, campeão paulista em 2014.

 

“Há três anos eu carreguei o Guigui no ombro quando foi campeão paulista em Itamambuca e agora ele me levantou. É uma coisa impressionante. Espero estar no CT e levantar ele e ele me levantar, quando ganharmos etapas. Quero estar om ele lá dentro representado o Brasil”, disse Weslley, único atleta a chegar nas duas finais e agora com 1.730, contra 1.470 pontos de Geovani.

1024x682
Festa da família Dantas na Praia Grande de Ubatuba, com Guigui levando o irmão mais novo até o pódio. Foto: Munir El Hage.

 

A competição contou com boas ondas de 1 metro e a participação de 93 surfistas de 11 estados. Entre eles, o paranaense Peterson Crisanto, campeão do Circuito em 2016, com 100% de aproveitamento, e neste final de semana o dono da melhor média, 18,85 pontos de 20 possíveis, e da única nota 10. Apesar dos shows de surfe, Urso, como é conhecido, parou na semifinal. Leandro Bastos, do Rio de Janeiro, foi outro surfista de fora de São Paulo que foi muito bem e também parou na semi.

 

Na lista dos destaques, Thiago Guimarães, de Peruíbe, o melhor atleta no primeiro dia de disputas, e que mais um ‘barrado’ na semifinal. Na lista dos recordes do evento, Geovani Ferreira garantiu quase uma nota perfeita, com 9,80 pontos, Tales Araújo, teve um 9,65, e Weslley Dantas, 9,5. Mas foi de Peterson Crisanto a grande nota. Nas quartas-de-final, ele fez uma série de manobras fortes, finalizando com um layback, para ter um dez unânime dos juízes.

 

Na mesma bateria ainda tirou um 8,85 e descartou duas notas 8,5 e uma 7. Tudo isso, sentindo dores na coxa direita por uma contratura sofrida durante a fase anterior. “Doeu bastante, me incomoda. Mas o fisioterapeuta que a Maresia disponibilizou (João Rafael) no evento, que ajudou bastante a amenizar a dor”, disse.

 

Sex change - Fora da final, Peterson ainda se destacou na Overboard Expression Session, uma bateria sem regras, valendo a manobra mais radical, mais uma grande atração e tradição do evento. Vários surfistas se revezaram na frente, até ele executar a ousada manobra ‘Sex Change’, um aéreo trocando de base no ar, para faturar o prêmio extra de R$ 1 mil reais. O público, tanto na areia, quanto na transmissão ao vivo pela internet, também garantiu prêmios nos sorteios realizados pela Maresia.

1024x682
Campeão invicto do Circuito em 2016, Peterson Crisanto parou nas semis em Ubatuba Foto: Munir El Hage.

  

O Circuito terá três etapas e o campeão paulista ganhará uma moto 0k, oferecida pela Surf Trip, Kyw e Super Tubes. Este é o 11º ano que a marca é a patrocinadora oficial do Circuito, único no País esse ano com R$ 30 mil de premiação. A etapa decisiva está marcada para 7 e 8 de outubro, em local a ser divulgado.

 

O evento - O Maresia Paulista de Surf Profissional 2017 tem os patrocínios da rede de lojas Overboard, Surf Trip, Kyw e Super Tubes. Apoios de K Energy Drink, prefeituras de Ubatuba e São Sebastião, Associação Ubatuba de Surf e Associação de Surf de São Sebastião, Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, com divulgação de Waves. Realização: Federação Paulista de Surf.

 

Resultados, premiação e pontuações da segunda etapa:

1 Weslley Dantas (Ubatuba/SP) - R$ 8 mil/ 1.000 pontos no paulista – 3.000 pontos no brasileiro

2 Geovani Ferreira (Ubatuba/SP) - R$ 5 mil/ 860 pontos no paulista – 2.580 pontos no brasileiro

3 Tales Araujo (Ubatuba/SP) - R$ 3,2 mil/ 730 pontos no paulista – 2.190 pontos no brasileiro

4 Yagê Araújo (Itacaré/BA) - R$ 2,6 mil/ 670 pontos no paulista – 2.010 pontos no brasileiro

5 Leandro Bastos (Rio de Janeiro/RJ) - R$ 1,6 mil/ 610 pontos no paulista – 1.830 pontos no brasileiro

5 Peterson Crisanto (Matinhos/PR) - R$ 1,6 mil/ 610 pontos no paulista – 1.830 pontos no brasileiro

7 Thiago Guimarães (Peruíbe/SP) - R$ 1,2 mil/ 555 pontos no paulista – 1.666 pontos no brasileiro

7 Edgard Groggia (Guarujá/SP) - R$ 1,2 mil/ 555 pontos no paulista – 1.666 pontos no brasileiro

9 Glauciano Rodrigues (CE) - R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

9 Lucas Santos (Ubatuba/SP) - R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

9 Douglas Silva (PE) - R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

9 Emerson Santos (Ubatuba/SP) - R$ 800,00/ 500 pontos no paulista – 1.500 pontos no brasileiro

13 Dunga Neto (CE) - R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Icaro Rodrigues (Guarujá/SP) - R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Wesley Leite (Ubatuba/SP) - R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

13 Gustavo Ramos (SC) - R$ 600,00/ 450 pontos no paulista – 1.350 pontos no brasileiro

 

Overboard Expression Session – Peterson Crisanto (Matinhos/PR) – com um aéreo ‘Sex Change’ - R$ 1 mil

 

Ranking após duas etapas:

1 Weslley Dantas (Ubatuba) – 1.730

2 Geovani Ferreira (Ubatuba) – 1.470

3 Wesley Leite (Ubatuba) – 1.310

4 Tales Araújo (Ubatuba) – 1.130

5 Leandro Bastos (RJ) – 1.110

6 Luciano Brulher (Caraguatatuba) – 1.010

7 Edgard Groggia (Guarujá) – 1.005

8 Emerson Santos (Ubatuba) – 1.000

8 Thiago Camarão (São Sebastião) – 1.000

10 José Francisco (PB) – 955

11 Thiago Guimarães (Peruíbe) – 875

12 Glauciano Rodrigues (CE) – 860

12 Lucas Santos (Ubatuba) - 860

14 Nathan Kawani (Guarujá) – 820

15 Victor Valentim (PR) - 810

16 Igor Moraes (São Sebastião) – 800

Veja também
Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Direto de Ubatuba

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Início acirrado

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Inspiração familiar

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Foco na missão

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Crowd profissional

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Etapa transferida para Ubatuba

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Local quer pódio

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Última chamada

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Mudança de planos

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Início em Ubatuba

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Camarão embalado

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Tchuca quer título

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Largada em Itamambuca

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Abertura crowdeada

Maresia Paulista Pro

Maresia Paulista Pro

Novidades para a temporada