NOTÍCIAS WAVESCHECK MENU
ISA SUP & Paddleboard
Aline entra em cena
Por Fábio Maradei em 02/09/17
Aline Adisaka tenta três ouros no Mundial em Copenhague.
1280x930
Aline Adisaka treina na Dinamarca, onde participa de três provas distintas no Mundial da ISA. Foto: Arquivo pessoal.

 

A primeira vitória ela já conquistou. Batalhou e conseguiu os patrocínios para poder viajar para a Dinamarca e representar o Brasil no ISA World Sup and Paddleboard Championship, que acontece até o dia 10 de setembro na Dinamarca.

 

Agora, a paulista de Ubatuba, Aline Adisaka, quer fazer história e competirá em três provas distintas, tentando o ouro. Poderia até ser em quatro, mas optou pelas três, “pela falta de tempo que tive para me preparar”, fala.

 

O primeiro desafio será neste domingo (3), no sprint. Depois, ela volta a competir no Sup Wave e na prova técnica. “Estou muito feliz em estar aqui. Fiz uma campanha para conseguir custear minhas despesas e recebi apoios importantes. Estou feliz e agradecida”, vibra Aline. “Quero agradecer a Harpia Consulting, Ubatuba Praia Grande Hotel, Wizard Ubatuba, Nagazaki Incorporadora, Andrea Lopes Surf School, familiares e amigos, que contribuíram na campanha e viabilizaram a minha vinda”, ressalta.

 

1280x960
Equipe brasileira faz a festa na cerimônia de abertura. Foto: Arquivo pessoal.

 

Atual bicampeã brasileira de Sup Wave, campeã brasileira de sprint race e vice brasileira de sup race, ela foi a única atleta do Brasil a garantir vagas nas quatro provas do evento (também poderia ter competido na longa distância). Aline não esconde a preferência por tentar a vitória nas ondas, sua maior especialidade, mas está animada para fazer o melhor.

 

“Minha expectativa é de superação pessoal. Quando eu cheguei da expedição da Rússia para ao Alasca, soube que tinha conseguido as vagas e então tive poucos dias para treinar e, ao mesmo, tempo viabilizar a viagem, correr atrás de apoio”, disse. “Investi muito tempo tentando captar os recursos para vir ao Mundial e pouco tempo para treinar efetivamente”, complementou a competidora.

 

Ela também lamentou ter viajado sem a prancha específica de race. “Por conta das taxas serem muito caras. Mas só o fato de ter conseguido chegar, já estou feliz. É uma honra representar o Brasil nesse ISA histórico, com 42 países. Vou fazer o melhor possível”, ressalta a atleta de 26 anos, que tem apoios da New Advance (pranchas), Remos Crespo, é treinada pela experiente Andréa Lopes e tem orientação do nutricionista Reinaldo Tubarão.

Veja também
ISA World Adaptive

ISA World Adaptive

Encontro marcado nos EUA

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Highlights das finais

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Comando norte-americano

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Lucas em quarto

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Confira direto do Japão

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Festa japonesa

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Highlights do sexto dia

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Lucas Vicente é esperança

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Highlights do quinto dia

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Baixas no Japão

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

A luta continua

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Meninas salvam o dia

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Highlights do segundo dia

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Fotos do segundo dia

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Garotas entram em cena

Vissla ISA World Junior

Vissla ISA World Junior

Brazucas começam forte