NOTÍCIAS WAVESCHECK MENU
A Tribuna Colegial
Trio compete na raça
Por Fábio Maradei em 17/11/17
"Já chegamos a ir de carona no caminhão de lixo”. Alax Soares, Ihgor Sant’Ana e Júnior Siqueira contam como é a rotina diária de treinamentos no Guarujá (SP).
2500x1667
Alax Soares, Ihgor Sant'ana e Júnior Siqueira: muito esforço e união para poder treinar. Foto: Silvia Winik.

 

Dizem que a persistência faz o atleta evoluir. Nesse quesito, um trio de amigos está bem encaminhado. Surfistas e hoje figurando entre os melhores do Estado na categoria Júnior (sub-18), Alax Soares, Ihgor “Cação” Sant’Ana e Júnior Siqueira moram na praia de Santa Cruz dos Navegantes, Guarujá (SP), e enfrentam, diariamente, um grande esforço para poderem surfar.

 

O bairro, também conhecido como "Pouca Farinha", é bem afastado, fica ao lado da Fortaleza da Barra Grande na entrada do Estuário de Santos, e a ligação com o resto da cidade é feita por uma estrada de sete quilômetros.

 

1280x853
Trajeto feito pelos surfistas diariamente. Foto: Silvia Winik.

 

Como não tem ondas, os três jovens são obrigados a se deslocar para a praia do Tombo, de carona ou mesmo a pé. “A gente vai de carona. Demora duas horas até três. Já chegamos a ‘mofar’ muito mais e ir embora andando”, conta Alax.

 

O meio de transporte mais habitual dos jovens surfistas, a bicicleta, teve de ser descartada por conta dos riscos de acidentes. “Tem umas subidas bizarras e para descer de bicicleta com a prancha é muito perigoso, porque tem curvas fechadas”, explica o surfista. “A maioria que nos conhece sempre dá carona, porque sabe que levamos a sério os treinos, queremos seguir carreira”, acrescenta.

 

2000x1333
Alax Soares é um dos principais destaques do A Tribuna de Surf Colegial. Foto: Silvia Winik.

 

A rotina de esforço para chegar até o surfe é diária e nesta semana tem um motivo a mais, a preparação para o 22º A Tribuna de Surf Colegial, que será realizado no domingo (19), justamente na Praia do Tombo. Os três aparecem como fortes candidatos ao título. No circuito paulista mostraram que estão entre os melhores, com Alax sendo o segundo do ranking (atrás apenas do catarinense Wallace Vasco) e declarado bicampeão paulista, Ihgor o terceiro e Junior, o quarto.

 

No A Tribuna, cada um representará uma escola. Alax compete defendendo o título Júnior pela EE Santa Cruz dos Navegantes; Ihgor, que foi o melhor da Mirim em 2015, é do Colégio Adélia, e Júnior Siqueira estuda na EE Luiza Macuco, de Santos (atravessa o Canal do Estuário para chegar à aula). “Sempre treinamos juntos, um puxando o nível do outro. Nos ajudamos até no mar”, comenta Júnior.

 

2000x1334
Em 2015, Ihgor Sant'ana sagrou-se campeão Mirim do circuito. Foto: Silvia Winik.

 

“Fico feliz quando estamos no pódio representando o bairro. É muita dificuldade que a gente passa para surfar, mas vale a pena. Porque queremos ser profissionais, viajar juntos. Creio que um dia vamos chegar lá”, diz o surfista, lembrando uma etapa do Paulista em Ubatuba, onde os três chegaram na final, para uma grande festa da equipe de Guarujá.

 

Na localidade onde moram, as diversões principais da garotada são empinar pipa, jogar bola e mergulhar no mar. Eles contam que começaram a surfar incentivados pelos pais. “Lá também tem uma galera mais velha que já surfava. O Cação foi o primeiro, o pai dele já surfava... Vi e decidi pegar o ritmo. Depois foi o Alax”, conta Júnior.

 

2499x1669
Júnior Siqueira defende Júnior Siqueira e escola estadual Luiza Macuco, de Santos, e atravessa o Canal do Estuário para chegar à aula. Foto: Silvia Winik.

 

Ihgor que já vem se aventurando no QS e mostra determinação. “A vida de surfista aqui no nosso bairro não é muito fácil, devido à distância para chegar na praia. Tem como ir de ônibus mas como nem todos têm dinheiro e como gostamos de andar em grupo, vamos todos os dias de carona. Já chegamos a ir no caminhão de lixo”, lembra.

 

“Sempre estar em grupo fortalece a amizade e um ajuda o outro no surfe. Meu foco é o Circuito Mundial. Como amador já fui campeão do A Tribuna e venci no Paulista. Sei da importância de vencer o Colegial. É um campeonato tradicional. Muitos já venceram, como o Mineirinho, o Jessé e é bom estar entre os campeões”, completa Ihgor.

 

A competição tem início no domingo, às 8 horas. Além dos títulos individuais, a atração fica para a disputa por escolas. Adélia e Don Domênico, como nos últimos 20 anos, dividem o favoritismo.

Veja também
Catarinense Master

Catarinense Master

Veteranos chegam à decisão

Circuito ASJ

Circuito ASJ

Palco armado na Joaca

Arpoador Surf Club

Arpoador Surf Club

Troca de guarda no Arpex

Surf Talentos

Surf Talentos

Leo abençoado no Santinho

Jogos Pan-Americanos

Jogos Pan-Americanos

Brasileiros competem no Peru

Posto 11

Posto 11

Amistoso no Leblon (RJ)

Circuito Itanhaense

Circuito Itanhaense

Municipal define campeões

Arpex Groms

Arpex Groms

Kainalo faz a trinca

Ascam 2017

Ascam 2017

Sucesso em Camburi

ASN Nova Geração

ASN Nova Geração

Molecada faz a festa

Festival da Praia Branca

Festival da Praia Branca

Inscrições na reta final

Surf Talentos

Surf Talentos

Santinho testa a fé

Municipal de Imbé

Municipal de Imbé

Pedrinha rouba a cena

Circuito Medina/ASM

Circuito Medina/ASM

Highlights dos campeões

Mundial de Surfe Adaptado

Mundial de Surfe Adaptado

Jonathan vai com tudo

A Tribuna Colegial

A Tribuna Colegial

Adélia faz a festa