NOTÍCIAS WAVESCHECK MENU
Leitura de Onda
Pílulas Pré-Pipe
Por Tulio Brandão em 23/11/16
Tulio Brandão destaca os favoritos ao título do Billabong Pipe Masters.
679x453
John John Florence entra na água recém-coroado rei do esporte, com uma pontinha de pressão nas costas: conquistar sua primeira vitória em provas da elite na onda que lhe projetou para o mundo, no quintal de casa. Foto: © ASP / Cestari.

 

O título parece nome de remédio, mas é só uma solução para fazer caber as histórias neste pedaço de papel digital. Não precisaria mesmo medicação, já que a etapa que começa dia 8, em Pipeline, desta vez não testará torcedores hipertensos.

É pena, não há um título mundial em jogo. O anticlímax não acontecia desde 2011, quando Kelly Slater venceu por antecipação em San Francisco. A descarga de adrenalina, portanto, fica restrita aos surfistas, que dividem, sem crowd, o inestimável presente de surfar na bancada mais emblemática e poderosa do mundo.  

John John Florence entra na água recém-coroado rei do esporte, com uma pontinha de pressão nas costas: conquistar sua primeira vitória em provas da elite na onda que lhe projetou para o mundo, no quintal de casa. E, quase certamente, a conquista ainda viria com o bônus do Tríplice Coroa, depois da vitória em Haleiwa. Mas, para muito além de uma cereja óbvia num ano espetacular, a vitória em Pipeline seria uma espécie de acerto de contas com a sua história.

Talento naquela onda, não lhe falta.

 

980x582
Gabriel Medina, que bateu na trave nos últimos dois anos, vai chegar faminto para finalizar bem a temporada. Foto: © WSL / Kirstin.

 

Só precisa combinar com os russos. Sobra gente disposta a carimbar o colar havaiano de campeão do mundo, tomando-lhe pelo menos a vitória na tradicional etapa em memória a Andy Irons. Gabriel Medina, por exemplo, que bateu na trave nos últimos dois anos, vai chegar faminto para finalizar bem a temporada.

 
Poderia ser ele com o caneco na mão, ou perto dele, não fossem os descaminhos de 2017. Erros de julgamento, derrotas em momentos-chave e um adversário constante, consistente e talentoso agora são página virada.  

Se vencer, o brasileiro segue a máxima do próprio rival havaiano, que certa vez disse que o campeonato começa a ser vencido no ano anterior, se possível com uma grande apresentação na etapa de encerramento. Uma vitória em Pipeline seria um remédio e tanto para Gabriel, sobretudo depois de um ano tão desgastante.

Indicação da pílula da vitória: recuperar o brilho dos olhos do brasileiro.

1024x682
Kelly Slater é, talvez, o maior favorito ao título em Pipeline, por tudo o que fez na vida e pelo que fez este ano em Teahupoo. Foto: Brian Bielmann.

 

Tem também o maior vencedor, Kelly Slater, que anunciou a despedida de sua carreira para o fim de 2017. Estratégia de enxadrista. Jogou a pressão para os juízes a uma etapa do encerramento do ano anterior. Deu-lhes o tempo necessário para refletirem sobre o peso de sua ausência e, assim, valorizar a presença na temporada derradeira.

 
É, talvez, o maior favorito ao título em Pipeline, por tudo o que fez na vida e pelo que fez este ano em Teahupoo. Se vencer, infla ainda mais seu espírito e – vai saber do que esse cara é capaz – renova seu surfe. Aumentariam as chances de um 12o déjà vu em 2017. Você duvida? Até o americano pendurar a lycra, apostar contra ele é risco.

Pipeline é também o último suspiro de quem luta contra o rebaixamento, o palco certo para veteranos habilidosos sem pressão de resultado como Jeremy Flores, uma onda boa para trialistas destronarem tops e, mais que tudo, a arena mais emblemática do nosso esporte. O pico que concentra os arquétipos do surfista. Todos nós, mesmo sem ter tirado tubo naquela bancada, temos uma baforada de Pipeline em nosso caráter.

Veja também
Leitura de Onda

Leitura de Onda

O melhor "cutback" de Wilko

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Favorito, sócio e patrocinador

Leitura de Onda

Leitura de Onda

A construção de um ídolo

Leitura de Onda

Leitura de Onda

O filho de Bells

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Novo verbete (ou xeque-mate)

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Primeiras pílulas geladas de WA

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Surfe, riso e lágrimas

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Que soe a sirene

Leitura de Onda

Leitura de Onda

“O grande sonho é ganhar Bells”

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Manam

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Os ex-coadjuvantes

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Jadson somos nós

Leitura de Onda

Leitura de Onda

A celebração do surfe-arte

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Pequena grande surpresa

Leitura de Onda

Leitura de Onda

Kelly, Gabriel e a França